Pediu pra sair
Chegando ao fim de sua carreira e com o Colorado Avalanche sem quaisquer chances, o veterano Jarome Iginla disse que espera ser negociado até o trade deadline.
02-02-2017
Escrito por: Rafael Carvalho
Compartilhe

Perseguindo a única grande conquista que falta em sua carreira, o veterano Jarome Iginla, segundo o portal Yahoo Sports, teria pedido para ser negociado até o dia 1º de março, data do trade deadline.

O jogador de 39 anos disse que não falou com a diretoria da equipe e que nem teria feito um pedido formal, mas que segundo ele, gostaria de disputar os playoffs. Desde sua saída do Calgary Flames na temporada 2012-13, quando foi para o Pittsburgh Penguins, o camisa 12 vem seguindo o sonho da Stanley Cup. Não deu certo com os Penguins naquela temporada e na seguinte com o Boston Bruins a escrita se repetiu. Com o Colorado Avalanche desde 2014-15, Iginla ficou bem longe desse sonho.

"Eu gostaria no trade deadline de ir para algum outro lugar. Eu gostaria de estar nos playoffs e espero que haja essa oportunidade de ir e jogar os playoffs. Esses são os melhores jogos, os mais divertidos, onde você tem a chance de ganhar." - disse  jogador ao portal.

Até hoje, o que mais passou perto da Lord Stanley foi apenas 1 jogo e foi a série derradeira contra o Tampa Bay Lightning na Stanley Cup Finals de 2004.

Iggy sendo cumprimentados por jogadores dos Bolts após o jogo 7.

Dito isso, vamos eleger alguns prováveis destinos para o camisa 12, caso haja mesmo essa troca.

Toronto Maple Leafs e Edmonton Oilers: Claro que fica associar essas duas equipes quando se fala em chances de pós-temporada - pode ser que ambas nem alcance a meta - e até mesmo algum jogador experiente, no caso de Iggy, quando o mesmo solicita comércio. Ambas as equipes canadenses tem seus respectivos rosters com uma certa idade baixa e com a chegada do veterano pode se unir o útil ao agradável.

Columbus Blue Jackets: Na primeira parte da temporada a equipe de Ohio surpreendeu todo mundo com uma incrível marca de 16 partidas sem ser derrotadas. Os comandados de John Tortorella tem são uma mistura de jogadores jovens com experiencia e poderia contar com mais um experiente para compor o top six ou até mesmo estrelar o bottom six. É um risco a se correr.

Montreal Canadiens: Se tem uma equipe que carece de um jogador que chame a responsabilidade - mesmo beirando aos 40 anos -, essa é a equipe certa. Os Habs por algumas temporadas vem sofrendo na hora decisiva justamente por falta de nomes em seu setor ofensivo e tudo acaba caindo nas costas do goleiro Carey Price. Com Shea Weber lá atrás e Iginla na frente, a Stanley pode voltar à Montreal após 24 anos.

Minnesota Wild: Pela primeira vez a equipe de St. Paul vem dando as cartas na Divisão Central. Bruce Boudreau e Eric Staal chegaram e a equipe mudou da água para o vinho - claro que não foi só isso, Devan Dubnyk está mitando -, mas é um favor a ser considerado. Quando Staal foi cogitado, muito se falou na idade do ex-capitão do Carolina Hurricanes, mas ele provou que isso não é um problema, Iginla pode ter a mesma oportunidade.

Este próximo trade deadline será um dos mais agitados - ou trágicos - para qualquer time da NHL, visto que, com a expansão para Las Vegas muita coisa boa pode acontecer e Iginla finalmente ter a possibilidade de tocar na taça que tanto merece.

Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as para saber o que é impróprio ou ilegal.