Bem vindo de volta NHL, sua linda
A temporada 2018-19 começa hoje a para celebrar isso avaliamos o seu time
03-10-2018
Escrito por: Rafael Carvalho
Compartilhe

Senhoras e senhores, hoje é o dia. O dia em que os pássaros cantam com mais entusiasmo e nossas noites/madrugadas se tornam mais proveitosas. Pois é, a temporada da NHL chegou.

Após uma offseason que parecia não ter mais fim, nesta noite a maior liga de hóquei no gelo do mundo inicia os trabalhos com o clássico canadense entre Montreal Canadiens x Toronto Maple Leafs em Toronto. O atual campeão Washington Capitals recebe para estender o banner o Boston Bruins. Os clássicos não param por aí, em Vancouver os Canucks recebem o Calgary Flames e na Califórnia o San Jose Sharks recebe o Anaheim Ducks.

Nas linhas abaixo traremos uma prévia de seu time para a temporada.

Conferência Leste – Divisão Atlântica

Tampa Bay Lightning – Na última temporada os Bolts levaram a divisão. Também podemos dizer que foi a primeira temporada em algum tempo que o capitão Steven Stamkos se manteve saudável. Para um novo sucesso e quem sabe algo a mais, o feito precisa se repetir.

Boston Bruins – A equipe de Boston investiu pesado na garotada vinda do college e obteve sucesso em 2017-18. A base do time foi mantida e em contrapartida não chegou nenhum reforço de peso. O segundo ano da molecada pode ser frutífero em Boston.

Toronto Maple Leafs – A temporada passada não terminou como era sonhado para os torcedores de Toronto, porém a offseason foi espetacular. O desejado John Tavares chegou, assinou contrato e agora o céu é o limite para os Leafs. O peso sobre os ombros de Auston Matthews diminuiu e isso pode ser bom para todo mundo.

Florida Panthers – O goleiro Roberto Luongo ainda continua sendo estrela da companhia e seguindo os passos do rival Bruins, os Cats apostaram em jovens talentos para dar uma identidade ao time.

Detroit Red Wings – Os anos tem sido duro para os Wings. Após perder Pavel Datsyuk ao fim da temporada 2015-16, agora foi a vez de Henrik Zetterberg dar adeus. A equipe perdeu dois pilares extremamente importantes para o sucesso. O futuro/presente é incerto.

Montreal Canadiens – Os Habs perderam seu capitão. Max Pacioretty juntou as malas e foi seguir a vida em Vegas com os Knights. Carey Price e Shea Weber (agora novo capitão) vão precisar render muito para trazer os dias de glórias de volta ao maior campeão da NHL.

Ottawa Senators – Erik Karlsson já não é mais uma opção. O astro sueco agora pertence aos Sharks e com ele se foi toda a alma e a produção da equipe. Matt Duchene e Bobby Ryan agora são os carregadores do piano de Ottawa.

Buffalo Sabres – É bem verdade que a equipe perdeu Ryan O’Reilly e isso causará um impacto de imediato. Mas por outro lado, Patrik Berglund, Jeff Skinner e Conor Sheary chegaram para ajudar Jack Eichel a colocar a casa em ordem em Buffalo. O goleiro Robin Lehner agora pertence ao New York Islanders e o resultado disso pode ser desastroso.

Conferência Leste – Divisão Metropolitana

Washington Capitals – Demorou, mas a equipe liderada por Alex Ovechkin finalmente conquistou a sonhada Stanley Cup acabando o domínio do rival Pittsburgh Penguins. O bi, sim é possível e a equipe da capital norte americana aposta na base campeã para isso. Ovi e Holtby seguem sendo as principais esperanças para os torcedores.

Pittsburgh Penguins – Os Pens começaram 2017-18 sonhando com o tri, mas não acabou desta maneira. Com problemas defensivos, a equipe trouxe Jack Johnson do Columbus Blue Jackets para dar um apoio lá atrás. Sidney Crosby e Evgeni Malkin seguem sendo as principais armas da equipe de Pittsburgh. Mas não podemos esquecer de Patric Hornqvist, Phil Kessel, Carl Hagelin e o emergente Jake Guentzel contribuindo.

Philadelphia Flyers – James van Riemsdyk está de volta! Selecionado na segunda escolha do geral no draft de 2007, JVR volta após 6 temporadas com os Leafs. Claude Giroux vem de sua melhor temporada na carreira com 102 pontos e o reflexo disso foi a ida da equipe aos playoffs. O gol da equipe com Brian Elliott e Michael Neuvirth segue sendo uma incógnita.

Columbus Blue Jackets – Ao contrário dos Flyers, o gol está muito longe de ser um problema para os Jackets. Sergei Bobrovsky e Joonas Korpisalo formam, discutivelmente a melhor dupla de goleiros da liga e é neles que a equipe de Ohio deve apostar.

New Jersey Devils – Se disséssemos ao torcedor mais fanático dos Devils no início da temporada passada que a equipe iria para os playoffs, ele certamente riria da nossa cada. Mas foi exatamente isso que aconteceu. Nico Hischier, primeira escolha do draft de 2017 chegou, deu nova energia ao time que fez muito barulho na temporada passada. Taylor Hall e o goleiro Cory Schneider seguem sendo o suporte da equipe de NJ.

Carolina Hurricanes – Jeff Skinner não faz mais parte da vida dos Canes, agora ele este em Buffalo com os Sabres. Ofensivamente pouca coisa mudou, mas na parte defensiva Dougie Hamilton e Calvin de Haan chegaram para dar uma ajuda a Justin Faulk. Para uma vaga no gol, a equipe de Carolina trouxe Petr Mrazek, que teve um bom início de carreira com os Red Wings e agora ganha sua chance de ser um confiável starter.

New York Islanders – A temporada acabou ruim e a offseason foi pior ainda com a quase inevitável saída de seu capitão John Tavares para o Maple Leafs. Mas nem tudo foi uma desgraça para os Isles, a chegada de Robin Lehner pode botar um ponto final nos problemas no gol da equipe.

New York Rangers – A chegada e adaptação de Kevin Shattenkirk (ainda) não causou o impacto desejado. A equipe que sofria com muitos problemas defensivos, especialmente com turnovers não conta mais com Dan Girardi e Ryan McDonagh. Brady Skjei precisa ganhar mais tempo de gelo para as cosias começarem a mudar no Madison Square Garden. Henrik Lundqvist segue sendo a estrela solitária pelos lados de Manhattan.

Conferência Oeste – Divisão Central

Nashville Predators – O título escapou mais uma vez. Após uma brilhante temporada regular, os Preds não conseguiram impor seu favoritismo e caiu nos playoffs na hora de dar o xeque-mate. A excelente base foi mantida e Pekka Rinne precisa começar a ser goleiro de pós-temporada para a equipe dar o próximo passo.

Winnipeg Jets – O principal reforço dos canadenses na offseason foi a renovação do contrato de seu capitão Blake Wheeler. Discutivelmente os Jets tem o elenco mais bem equilibrado de toda a liga. Com um ataque letal, uma defesa bastante sólida e o goleiro, Connor Hellebuyck, vivendo sua melhor fase na carreira os Jatos prometem voar alto nessa temporada.

Minnesota Wild – O Wild foi eliminado na primeira rodada dos playoffs da temporada passada justamente para os Jets, feito que certamente deixou um gostinho de quero mais na boca da equipe. E para esse gosto se tornar realidade, Zach Parise precisa ficar saudável e ajudar Mikko Koivu e Eric Staal a produzirem em grandes proporções.

Colorado Avalanche – A vaga nos playoffs da temporada passada não foi um acidente. Os Avs conseguiram distribuir muito bem seus pontos individuais e essa versatilidade resultou na boa temporada. Com Nathan MacKinnon, Miko Rantanen e Gabriel Landeskog o barulho vai ser alto no Colorado.

St. Louis Blues – O fato de não ter conseguido uma vaga na última pós-temporada mexeu com os Blues. A equipe investiu pesado e trouxe Tyler Bozak e Ryan O’Reilly para o setor ofensivo. A defesa continua praticamente a mesma e no gol, Jake Allen não vem de uma temporada com bons números, o que pode ser preocupante.

Dallas Stars – Parecia que os Stars haviam encontrado um rumo alguns anos atrás, mas a temporada 2017-18 foi um completo desastre. O ataque não conseguiu compensar o buraco defensivo. A temporada de estreia de Ben Bishop no gol, apesar de números dentro da média, acabou da pior maneira possível.

Chicago Blackhawks – Toda e qualquer hegemonia chega ao seu fim e isso não foi diferente com os Hawks. Após anos de sucesso e 3 títulos quase em sequência (2010, 2013 e 2015) a equipe de Illinois ocupou a lanterna da divisão central. É bem verdade que a lesão do goleiro Corey Crawford foi fator, mas Jonathan Toews e Patrick Kane estão longe de viver seus melhores momentos na carreira.

Conferência Oeste – Divisão Pacífica

Vegas Golden Knights – Por muito pouco o sonho não se tornou realidade. O sonho de Cinderela acabou no 4-3, a equipe em sua temporada de estreia perdeu a Stanley Cup para os Capitals e não coparam. O time montado a base de “refugos” de outras equipes aos poucos vai ganhando uma identidade e para isso trouxeram Paul Stastny e Max Pacioretty. O gol segue garantido com Marc-Andre Fleury, tri campeão com os Penguins.

Anaheim Ducks – A equipe de Anaheim a poucos dias recebeu a notícia de que Corey Perry precisará ficar fora de combate por pelo menos 5 meses. Ryan Getzlaf e Ryan Kesler que já eram imprescindíveis agora são ainda mais. A mescla de experiência de Ryan Miller e juventude de John Gibson no gol pode ser frutífera.

San Jose Sharks – Antes mesmo da temporada começar os torcedores dos Sharks estavam com o sorriso de orelha a orelha. O motivo atende pelo nome de Erik Karlsson. O ex-camisa 65 dos Senators chegou para formar uma dupla com Brent Burns (não que eles vão jogar juntos, que fique claro) de botar medo em qualquer um.

Los Angeles Kings – Os Kings foram longe buscar um reforço. Ilya Kovalchuk, que após um retornar à Rússia em 2013 deixando os Devils chegou em LA assinando um contrato de 3 temporadas próximo a 19 milhões de dólares. Ao lado de Anze Kopitar, o veterano de 35 anos ainda quer provar seu valor na NHL. Embaixo das traves, Jonathan Quick segue sendo a principal arma defensiva dos Reis de Los Angeles.

Calgary Flames – A equipe de Calgary se movimentou na offseason trazendo reforços para seu ataque e sua defesa. James Neal chega valorizado pelo feito com a equipe de Vegas e na defesa Noah Hanifin chega e pode suprir a ausência de Dougie Hamilton sem maiores problemas. Mike Smith em sua segunda temporada no gol dos Flames pode ser uma segurança no gol.

Edmonton Oilers – Se existe um torcedor que ficou frustrado na temporada passada, esse foi o torcedor dos Oilers. A equipe de Edmonton parecia estar pronta para bater de frente com os rivais da divisão e até mesmo aparecer nos playoffs. Mas isso não aconteceu. Connor McDavid é a principal peça para os discípulos de Wayne Gretzky.

Vancouver Canucks – Henrik e Daniel Sedin já não fazem mais parte da história dos Nucks. O futuro parece estar entregue nas mãos de Bo Horvat e Brock Boeser. Sem grandes movimentos na offseason, a equipe de Vancouver opta pelo mantimento da base e a esperança nas jovens promessas. É pagar para ver.

Arizona Coyotes – O lanterna da divisão pacífica trouxe Alex Galchenyuk para seu ataque podendo formar uma dupla interessante com o jovem Clayton Keller. Porém a principal arma do time, ao que tudo indica deve continuar sendo Oliver Ekman-Larsson.

A hora chegou meus amigos. Preparem aquela gelada com aqueles salgadinhos. O maior espetáculo da terra está oficialmente iniciado. Desfrutem...

Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as para saber o que é impróprio ou ilegal.